BREVE ESTUDO SOBRE A LEITURA DE PLOTINO DA GERACÂO DO COSMOS PLATÔNICO

Robert Brenner Barreto da Silva

Resumo


Esse trabalho objetiva analisar a questão da geração do cosmos conforme ela é anunciada no controvertido passo do diálogo Timeu (28b-c), em que é afirmada a deveniência do mundo, a partir da leitura que Plotino faz em alguns de seus tratados, dos quais destacaremos II 1 [40],1, 1-2; II 9 [33], 7, 1-2; IV.8 [6], 4, 40-45; V 8 [31], 12, 11-26, à luz dos comentários de Dodds, Wilberding, Griffin e Igal. O fulcro da leitura de Plotino consiste em admitir que a ideia de mundo como tendo sido criado no tempo é assim descrita no Timeu por razões didáticas, pois, para ele, o mundo existe desde sempre. A fim de realizar esse itinerário, iremos fazer uma breve reconstrução das premissas básicas apresentadas no Timeu – as que antecedem o passo em análise – com o intuito de perceber a moldura conceitual a partir da qual o diálogo chega a essa assunção. Ao concluirmos esta etapa, iremos explorar as porções dos tratados de Plotino. Destarte, estaremos aptos a compreender sua leitura do cosmos como existente desde sempre, através da relação metafísica entre inteligível e sensível, bem comoa partir das noções de processão e conversão.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.