A BÍBLIA E A CRISE ECOLÓGICA: REINTERPRETANDO GN 1,28 FRENTE AO PARADIGMA TECNOCRÁTICO

Weliton Angelino da Silva

Resumo


Resumo: Diante da atual crise ambiental sem precedentes na história mundial, este artigo se propõe a analisar aspectos exegéticos e literários do trecho de Gn 1,28, presente no primeiro relato mítico da criação (Gn 1-2,4a), em que aparecem os verbos submeter (כּבַשׁ – kabash) e dominar (רדה – radah). O uso desses verbos é uma das principais razões que motivou a uma compreensão equivocada de que a teologia bíblica da criação favorecia um antropocentrismo dominador. Contudo, os estudos bíblicos mais contemporâneos evidenciam que a violência não faz parte da correta interpretação de ambos os verbos, que devem ser compreendidos dentro da Tradição Sacerdotal que produziu esse texto. É a isso que o Papa Francisco, diante da crise gerada pelo paradigma tecnocrático, tem alertado à humanidade em sua Carta Encíclica Laudato Si’.

 Palavras-chave: Gênesis. kabash. Radah. Ecologia. Criação. Tecnocrático. Papa Francisco


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.