O PARADIGMA DIGITAL: UM BREVE DIÁLOGO COM BYUNG-CHUL HAN

Arilço Chaves Nantes

Resumo


Resumo: Byung-chul Han é um dos autores mais vivos, ativos e difundido, conhecido por seu caráter clarividente e dissecador das ambiguidades que assolam a contemporaneidade. O olhar deste filósofo germano-coreano sobre o indivíduo que, centrado em seu desempenho, expulsa o diferente, nega e exclui o negativo, centrando-se apenas na positividade. Han chama a atenção ao fato da crescente aceleração produtiva que desconsidera a necessidade do cultivo de tempos livres, espaços de descanso, pausa na produtividade, não como experiência de recuperação de energias para retornar à produtividade, mas como vivência que contempla e sente a vida. Habita-se em uma época sem fronteiras e limites, todos permanecem interligados forma ininterrupta, conectados, exibindo sua intimidade como em vitrines, expondo-se ao mercado como objetos de consumo, escravos de si mesmo e de seu eu narcísico. Por isso, a contemporaneidade, altamente tecnológica, é definida por Han como sociedade do cansaço.

 

Palavras chaves: Paradigma. Desempenho. Sociedade.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.