O CLAMOR DA TERRA NA VOZ DO PAPA: ECOS DA LAUDATO SI' NO MUNDO SECULAR

Gustavo Ferreira dos Santos, Breno Martins Campos

Resumo


Desde que o cardeal argentino Jorge Bergoglio se tornou Papa Francisco, o mundo assiste às formas com que seu discurso tem alcançado diversos nichos e ambientes da sociedade civil extramuros da instituição católica e mesmo das religiões. Sob forte aclamação popular, o atual Pontífice Romano tem sido frequentemente acolhido na comunidade científica e secular, graças a suas posturas e pronunciamentos, que tocam pautas muito mais amplas do que o discurso religioso e doutrinalmente formatado – marcas tradicionais de papados anteriores. Assim, este artigo se debruça com particular interesse na Carta Encíclica Laudato Si’, lançada em 2015, com o objetivo de manifestar as preocupações e propostas de Francisco em face do atual cenário ambiental. Aclamado por ativistas e especialistas da área, o documento pontifício demonstrou que a articulação teológica e institucional do Papa não limita sua capacidade de produzir um discurso qualificado o suficiente para promover um diálogo fecundo com o mundo secular. Essa credibilidade do discurso de Francisco é apresentada, aqui, pela exposição de algumas das inúmeras publicações de veículos de comunicação e também no âmbito da ecologia e defesa ambiental. Por fim, buscamos demostrar as crescentes incoerências existentes entre os apelos do Papa Francisco e a política ambiental do atual governo Bolsonaro, que ganharam novas rusgas com a realização do Sínodo da Amazônia em 2019.

 

Palavras-chave: Papa Francisco. Laudato Si'. Sínodo da Amazônia. Governo Bolsonaro.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.