A RECEPÇÃO PARCIAL DE NIETZSCHE NA FILOSOFIA DE HENRI BERGSON: O CONCEITO DE CRIAÇÃO, NO QUE TANGE À VIDA E À ARTE

Edenilson Roberto Pinto

Resumo


O objetivo deste artigo fundamenta-se na proposta de examinar a recepção histórica da filosofia de Nietzsche, partindo da análise de textos do filósofo alemão sobre o conceito de criação na “vida” e na “arte” e, consequentemente, estabelecer pontos de convergência entre a filosofia bergsoniana da “duração” – durée – pensada como criação, quer dizer, como movimento contínuo que traz o passado e gera o futuro no presente, manifestando-se como um “jorro ininterrupto de novidade”. 

Palavras-Chave: Criação. Arte. Vida. Recepção. Evolução. Duração.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.