A TEORIA DO CONHECIMENTO DE NICOLAU DE CUSA: SUAS IMPLICAÇÕES NO HUMANISMO RENASCENTISTA

Carlos Alexandre do Nascimento

Resumo


O filósofo é apontado como um dos precursores do movimento renascentista. Seu Neoplatonismo está a serviço de interesses teológicos e religiosos, onde a base de seu pensamento está na análise do conhecimento do infinito, Deus. Para ele o conhecimento perfeito é impossível de ser alcançado, temos condições, por comparações da realidade com a matemática, chegar a um conhecimento aproximado. Neste processo de conhecer o filósofo desenvolve o principio do "tudo está em tudo". Ao dizer que o ponto está na reta, a reta está no círculo, o círculo no retângulo, Deus no universo, o universo no homem. Este último se torna um microcosmo. Deus o todo, inalcançável, o homem a parte do conhecimento possível. Porém um microcosmo perfeito. Assim estudando o homem poderá chegar a um conhecimento aproximado, pois a totalidade é impossível, do infinito que é Deus.

 

Palavras chave: Nicolau de Cusa. Renascimento. Humanismo e Epistemologia.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.