O ENDEMONINHADO GERASENO (LC 8,26-39) EM PERSPECTIVA NARRATIVA

Adriane da Rosa

Resumo


As narrativas bíblicas que relatam exorcismos exigem leituras minuciosas, uma vez que são consideradas de difícil compreensão. É necessário analisá-las a partir de dados sociológicos, históricos, literários e teológicos. Evitando, assim, interpretações fundamentalistas e que não consideram o real sentido do texto almejado pelo autor. Diante disso, o artigo apresenta uma análise das caraterísticas estilístico-narrativas da perícope do endemoninhado geraseno (Lc 8,26-39). A narrativa, emblemática quanto à polissemia dos símbolos bíblicos e à construção sócio-histórica do Novo Testamento, envolve exorcismos e possessão de humanos e animais. Inicialmente, a autoria do evangelho de Lucas e sua composição são evidenciados. Na sequência, são elucidadas as características estilísticos-literárias e a teologia do evangelista. Por fim, é apresentado o estudo do texto bíblico, traduzido do grego, abordando delimitação, contexto literário, enredo, personagens, enquadramento temporal, geográfico e social, temporalidade e a voz narrativa do texto e o leitor. Por meio da análise conduzida, é possível encontrar bases para desconstruir uma visão “mágica” desse exorcismo lucano, localizando o texto no plano literário e teológico de Lucas.

 

Palavras-chave: Evangelho de Lucas. Exorcismo. Endemoninhado. Geraseno. Análise narrativa.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.